quinta-feira, outubro 24, 2013

para bom entendedor dois versos se bastam

a dor que me povoa os passos galantes
lembram Leminski e o poema elegante

5 comentários:

Lídia Borges disse...

"Ópios, édens, analgésicos
Não me toquem nessa dor
Ela é tudo o que me sobra
Sofrer vai ser a minha última obra"

Paulo Leminski

dade amorim disse...

Leminski, o poema elegante estão aqui.

Beijo

Cecília Romeu disse...

Assis e Leminski!

Para bom entendedor,
dois poetas bastam.

Beijos!

jorge pimenta disse...

dores que percorrem poetas, poemas e toda a poesia. os tempos que são todo o tempo - o homem.

abraço!

Cris de Souza disse...

Repito: Que gogó!