sábado, junho 08, 2013

aquilo tudo sobre os outros poemas que não te escrevi

como uma flor, um silêncio, uma solidão
tenho algas nos calcanhares, velas
corais, conchas
este fundo tão imerso
uma ária de imensidão

8 comentários:

Lídia Borges disse...


O leitor, se não se cuida, afoga-se na beleza, na nostalgia...



Um Beijo

Fred Caju disse...

Pra molhar muita gente.

José Carlos Sant Anna disse...

Uma ária afeita às ondas...
Abr.,

Joelma B. disse...

imensidão que nos encontra!

beijo!

dade amorim disse...

Ária imensa, Assis.

Beijo pra você.

Cris de Souza disse...

Oceânico!

eurico portugal disse...

a água que escorre para cada um dos buracos...

Adri Aleixo disse...

Sou dada às águas... Esses poemas com corais, algas, conchas: me ganham.

Beijo!