terça-feira, maio 07, 2013

fragmento para pequenas solidões


tão sozinho que
até ausências
o preenchiam

10 comentários:

mARa disse...

OI!

Queria ter escrito isso, muito significativo, simples e forte!

bjo!

Vais disse...

tocante

beijinho

dade amorim disse...

Belo belo!
Beijo

José Carlos Sant Anna disse...

A solidão é viver entre sombras.
Abr.,

Lídia Borges disse...


É assim, como se tivesse sido escrito para mim, hoje, sabe?


Um beijo

Joelma B. disse...

a completude perfeita!!

beijo!

Tania regina Contreiras disse...

Ausências são grandes e fiéis companheiras. rs

Beijos,

Cris de Souza disse...

A ausência é mancha de nascença.

Beijo, mestre!

Eleonora Marino Duarte disse...

Bonito,
tudo, na visão de um poeta, pode ser belo, belo...

beijo.

eurico portugal disse...

nada
ninguém

e
a palavra a verter sentidos.

abraço!