quinta-feira, abril 18, 2013

eu era o espelho de alice


I
para tocar-te as mãos
na mágica de uma palavra
que tu me vinhas
folguedo e fragmento
rio, rito, esculpido
tão dentro em mim
que nada cabia em si

II
eu sempre quis
saber o que há
por trás do espelho
mas nunca ousei


10 comentários:

Vais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vais disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vais disse...

a mágica de uma palavra
e as luzes pipocando nas retinas

o tudo e o nada, acho que é isto o que tem por trás do espelho :)

muuito que apreciado, Assis, gostei da imagem

Vais disse...

Assis, este linque na palavra "por" não é meu, na verdade uma porcaria, as duas exclusões acima é porque tava na palavra "muito", que diacho!!!!

beijo

José Carlos Sant Anna disse...

Nunca ousou, mas a palavra o faz simbolicamente na busca de uma resposta.
Abração,

Lídia Borges disse...


Espelhos são paredes líquidas cheias de abismos.


Um beijo

Adri Aleixo disse...

Eis a magia!
Beijo!

Anônimo disse...

mágico,como diz a leitora acima.de uma beleza única,e sensibilidade idem,Assis Freitas.você deveria proteger suas obras.observo que não as protege.São belas,belíssimas.
Um grande abraço.
http://wordpress.org/

dade amorim disse...

Magia,como diz a Adri.
Lindo, Assis.

Beijo.

eurico portugal disse...

por detrás do espelho e diante do objeto refletido. qual é qual e onde começa e termina a verdade?

abração!