sábado, fevereiro 09, 2013

fragmento estrangeiro


quando a gente retorna,
quem será vindo?
quem sou eu?
e tu, quem terás sido?

II

tu já não eras como antes
mas meus olhos
te viam como antes
pra nunca esquecer depois

5 comentários:

dade amorim disse...

Nostálgico e muito lindo, Assis.
Bj

teca disse...

Tem gente que é inesquecível...

Beijos.

Lídia Borges disse...



De como Ítica pode perder o encanto se não cuidarmos bem dos olhos.

Lindo!

eurico portugal disse...

do que se vê... ou se julga ver. ou porque nada é mais o que foi e tudo é outra coisa.

abraço!

Karinne Santiago disse...

Belíssimo...