sábado, novembro 24, 2012

quase borges, quase cegueira


gosto de imaginar páginas à espera
versos em espreita
a solidão dos livros à procura
de tato e olhos
o mundo devorado pelas palavras

8 comentários:

teca disse...

Gosto de criar a cena que seus versos desenham na minha imaginação...

Feliz fim de semana.
Beijos e flores.

Felipe Terra disse...

Fim digno para esse mundo tão carente de palavras, concordâncias e sabedoria...

Abraço Assis,
do Felipe.

Joelma B. disse...

o mundo gira dentro das palavras!

Beijo!

Lara Amaral disse...

Algo bom de se imaginar...
Beijo!

Jota Effe Esse disse...

E se não existisse a palavra, onde o pensamento pousaria? Meu abraço.

dade amorim disse...

Às vezes penso nisso, os livros à espera. É bom conviver com eles.

Beijo.

Ingrid disse...

bela imagem ..
a solidão das palavras..
beijos

Lídia Borges disse...


"O mundo devorado pelas palavras"
Muito Borges!

Lídia