sábado, julho 21, 2012

sonatina para brusco e repentino lilás


esta vontade de existir
mais forte que palavra
me atiça ávido em vida
faz-me frêmito nas ruas

esta vontade de existir
irmana tépidos suores
acende-me luminárias
põe-me em cio, anseio

esta vontade de existir
mais forte que palavra
esta sede que não cede
tão nefasta: infesta-me

9 comentários:

Joelma B. disse...

e contagia...

beijinho, Assis!

Everson Russo disse...

Existir por sentir,,,por viver,,,por sonhar...por poetizar a vida...abraços de bom sábado...

Adriana Aleixo disse...

...Infestada!

Beijo!

Daniela Delias disse...

Eita!!!!

:)

Tania regina Contreiras disse...

Essa vontade de existir! Te lendo também a sinto...
Beijos,

Sr.Borges disse...

Sede e dúvida
Tão cruel grama-ática
Armada num tabuleiro de xadrez...

Ira Buscacio disse...

Vontade de existir... como é bom sentir!

bj grande

teca disse...

Intensos versos... infestou-me!

Beijo carinhoso.

Luiza Maciel Nogueira disse...

existir é verbo necessário nesse mar de palavras, enchentes, garoa e depois há de vir o sol

beijo