terça-feira, fevereiro 04, 2014

p.s.

p.s.

há um cão que sonha
em meu pensamento
se o peito divisa a lua


p.s.

o mar me arde nas têmporas
a vida me convida ao naufrágio

p.s.

os olhos dela
eram um mar
de ambiguidade

p.s.

lábios cor de poema
tão silábico salivar

p.s.

hoje deu vontade voar
de mãos dadas
com uma saudade

p.s.

no meu peito plúmbeo
espero inconsútil
o esmero da espada


p.s.

há uma queda que me eleva

9 comentários:

Indigo Horizonte disse...

Hay una luna que sueña con un perro, que sueña con la espada, que sueña con el mar, que sueña con la sílaba. Hay una luna que se eleva. Pluma de luna y mar.

Joelma B. disse...

dá vontade de pegar uma pérola dessa e dormir de conchinha!

:D

p.s: beijo, poeta!

Lídia Borges disse...


Levo dois ps´s:

"hoje deu vontade voar
de mãos dadas
com uma saudade"

"há uma queda que me eleva"

Assim juntinhos, um só!

Beijo

Cris de Souza disse...

p.s.

mestre!

beijo*

dade amorim disse...

Como diz a Cris - mestre!

Beijo

José Carlos Sant Anna disse...

p.s.
E num longo silvo se eleva o teu canto.

Abração, poeta!

Ira Buscacio disse...

post-scriptum...

sem acrescentar mais nada a tanta beleza

bj, poetaço

jorge pimenta disse...

equação e verbo para acreditarmos nas coisas simples: "ama como a estrada começa" - cesariny

abraço!

teca disse...

PSiuuuuuuuu... "hoje deu vontade voar de mãos dadas com uma saudade"

Precioso, precioso...

Beijo.