quinta-feira, outubro 24, 2013

canção para o registro do vento

deitei teu seio
na infância
dos meus olhos

9 comentários:

Indigo Horizonte disse...

Con la sutileza de lo bello.

Abrazo. Grande.

Lídia Borges disse...


Subtil, belo, materno...


Bj.

dade amorim disse...

Delicado e muito bonito, Assis.

Beijo pra você

Cecília Romeu disse...

Naquele ponto minúsculo da retina em que da princípio, feito papel ainda sem letras, se faz toda a eternidade.
Muito belo!

Beijos, Assis!

Cecília Romeu disse...

Ops! corrigindo*
do princípio

minha digitação é que é principiante :)

jorge pimenta disse...

pequenos milagres para mil devires e tantos aconteceres.

abraço, assis!

AC disse...

É quando o adormecer é mais tranquilo.

Abraço

José Carlos Sant Anna disse...

O poeta das palavras lisas. Haja sutileza...
Abraços,

Cris de Souza disse...

Tomei nota!

Beijo, mestre*