terça-feira, julho 23, 2013

fragmento

na minha linguagem de equívocos
a solidão é monossílabo
e a ausência polissemia do vazio

9 comentários:

Tania regina Contreiras disse...


Muuuuitoooo bom!

Beijos,

Índigo disse...

Equívocos, soledad, monosílabo, ausencia y el colmo de todo: la polisemia del vacío. Y, aun así, el lenguaje se empeña en seguir hablando y llenando los vacíos con su propio silencio.

Joelma B. disse...

Maravilha!

beijos, poeta!

Lara Amaral disse...

versos que me caem feito luva. perfeito!

beijo.

dade amorim disse...

Belo belo, Assis.

beijo.

Adri Aleixo disse...

Bela descrição, mestre!

Um beijinho.

teca disse...

Treco doido de sentir, heim?


Beijos.

José Carlos Sant Anna disse...

Polissêmica é a tua linguagem, poeta.
Abraços,

eurico portugal disse...

a sintaxe que nos (con)funde.

abraço!