terça-feira, maio 28, 2013

porque o coração queria ser Piva e Orides II

Quando o pássaro acordou
Não havia canto nem voo
No céu a nuvem distraída
Desdenhava as suas asas

6 comentários:

José Carlos Sant Anna disse...

Este jogo de contrários é o ato de seduzir do poema.
Abr.,

Tania regina Contreiras disse...


Já falei no outro blogue que a sua poesia iluminou o dia de hoje (cinza, cinza...)

beijos,

dade amorim disse...

Poemas sempre deliciosos, Assis!
Não dá pra não vir ler.

Beijo.

Olívia disse...


De uma riqueza imagética deslumbrante.

Beijo

eurico portugal disse...

de desdenhar a desenhar, apenas a distância entre as impossibilidades e todas as inevitabilidades.

abraço, assis!

Cris de Souza disse...

Nuvens não são de algodão!