segunda-feira, abril 01, 2013

fragmento pungente


Éramos ela e eu
Passou o tempo
Era ela, era eu

6 comentários:

José María Souza Costa disse...

Passei por aqui lendo, e, em visita ao seu blog.
Eu também tenho um, só que muito simples.
Estou lhe convidando a visitar-me, e, se possível seguirmos juntos por eles, e, com eles. Sempre gostei de escrever, expor as minhas idéias e compartilhar com as pessoas, independente da classe Social, do Credo Religioso, da Opção Sexual, ou, da Etnia.
Para mim, o que vai interessar é o nosso intercâmbio de idéias, e, de pensamentos.
Estou lá, no meu Espaço Simplório, esperando por você.
E, eu, já estou Seguindo o seu blog.
Força, Paz, Amizade e Alegria
Para você, um abraço do Brasil.
http://josemariacostaescreveu.blogspot.com



José Carlos Sant Anna disse...

Um fragmento que totaliza a dor.
Abr.

Ira Buscacio disse...

do plural para o singular

bj, poetaço

Eurico disse...

Sem o conectivo, vem a desconexão...

Perfeito, hai-cai.

abç fraterno

dade amorim disse...

O tempo, tantas vezes nosso inimigo...

Beijo, poeta maior.

Jota Effe Esse disse...

O tempo faz essas gracinhas. É a vida. Meu abraço.