domingo, março 24, 2013

divagações em torno de barros


poema é o lugar
onde a incerteza
rompe a caligrafia

9 comentários:

Joelma B. disse...

Com certeza

Beijo!

Isa Lisboa disse...

Concerteza - perfeito!

Beijo

Isa Lisboa
=> Instantâneos a preto e branco
=> Os dias em que olho o Mundo
=> Pense fora da caixa

teca disse...

Um luxo, poeta!

Beijos.

Lídia Borges disse...


Lindo, lindo!...

Um poema, um lugar onde tudo pode acontecer.

Beijo meu

José Carlos Sant Anna disse...

Também carrego essa certeza...
Abração

eurico portugal disse...

e a mão que treme... peito em alvoroço... caligrafia torta por linhas tantas vezes obliquamente inexistentes.

abraço, poeta!

AC disse...

De incerteza em incerteza se alimenta o poema...

Abraço

Ira Buscacio disse...

e vaza a tinta delirante
bj, bj

dade amorim disse...

Perfeito, Assis!

Beijo.