sábado, fevereiro 02, 2013

poema bobinho para fim de tarde


como um céu
assustado
de heliantos

é assim que
paira em mim
o teu encanto

7 comentários:

Leonardo B. disse...


[serena alquimia

a da palavra que urge,
suspende.]

um imenso abraço, Assis

Lb

Ateliê Tribo de Judá disse...

"É a beleza que começa a agradar e a ternura completa o encanto."
Bernard Fontenelle

Como não se encantar com os girassóis?

Beijos
Joelma

Lídia Borges disse...


"bobinho"?! Pode ser.

Eu gostei tanto!

Lídia

Lau Milesi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
John L.S. disse...

Muito bom...

John L. S.

Anônimo disse...

fotografia desse encanto, lindo(a)!

Cris de Souza disse...

" Às vezes a gente pensa
que está dizendo bobagens
e está fazendo poesia. "

(Quintana)