terça-feira, janeiro 29, 2013

Fragmentos para ser manoel ou garrincha


Se fosse jogador de futebol
Queria ser Mané
O das pernas tortas
Saltitante garrincha

Mas como do orbe
Só ganhei o drible da palavra
Intento ser o Manoel
Menestrel passarinho

15 comentários:

dade amorim disse...

E viva o Manoel!!!
Bjs!

Lídia Borges disse...


"Só ganhei a drible da palavra"

Que grande fragmento!

Beijo

Janice Adja disse...

Eu até hoje também só ganhei drible de palavras.
Beijos!!

Tania regina Contreiras disse...


Ah, ser um Assis já estaria de muito bom tamanho pra mim...rs Final de semana grudada no teu livro de poemas..Nossaaa...bom demais! :-)
Beijos,

Leonardo B. disse...


[a sua jornada,
jogo e prologamento,

seu invento
já é da palavra.]

um imenso abraço, Assis

Lb

Ingrid disse...

Assis,
ser o que és nos ilumina..
beijo.

Vanessa Carvalho disse...

Muito bom.

Flores.

LauraAlberto disse...

deixa a bola Mestre
e dribla as palavras do teu jeito

beijo

Cris de Souza disse...

Fragmentos de dois todos venerados.

Beijo, mestre!

Cris de Souza disse...

Fragmentos de dois todos venerados.

Beijo, mestre!

Eleonora Marino Duarte disse...

em qualquer dos Manés estarás bem sendo... amo aos dois!

Belo poema, Menestrel.


Um beijo.

teca disse...

Imenso gol esses versos!

Beijos, poeta.

(Adorei ouvir sua voz... me lembrou o poetinha... :) - Eleonora, essa moça linda aí de cima, me direcionou até sua voz nos versos do Lalo Arias que nem conhecia.

Everson Russo disse...

És o Garrincha da poesia,,,abraços amigo..

Ira Buscacio disse...

de Mané pra Manoel,
que sobra pra Assis
com um cadinho do toque de Quintana
e é golllllllll
bj, poetaço

Anônimo disse...

Joga fundo e longe essa bola de versos. É gol, sim.