quarta-feira, janeiro 23, 2013

Desleituras rasas para mares vindouros


para Joelma Bittencourt

a palavra traz o passo
inscreve o traço
vaza espaço
circunscreve-se
  
(ao mar se lê
leve enlevo
ou
ledo engano)

17 comentários:

Tania regina Contreiras disse...

Belo presente, Joelma! :-)
beijos aos dois...

Luiza Maciel Nogueira disse...

Lindo presente Assis! Aliás chegou o meu livro, obrigada.

Beijos

Everson Russo disse...

E a palavra leva longe sentimentos e traduz corações...abraços de bom dia...

Cris de Souza disse...

A Jo merece essa belezura!

Beijo aos dois.

Ingrid disse...

merecida...
beijos Assis..

Joelma B. disse...

agradeço a lira, Assis!!

beijo emocionado!!

Ira Buscacio disse...

Joelma clarão, com farol de Assis, muito belo!
bjs

Everson Russo disse...

Bom final de semana...abraços.

Adriana Riess Karnal disse...

vaza espaço, nunca pensei nessa combinaçso de palavras que nos escapam, é bem isso, guri.

Everson Russo disse...

Um bom sábado pra ti meu amigo,,abraços.

eurico portugal disse...

a palavra e o verso, açucenas com que se traça um destino sem olhos. com enlevo, sem engano.

abraço, assis! beijo, jô!

Fred Caju disse...

A segunda estrofe isolada é um poemaço já. Abraços.

Lídia Borges disse...


Sigo, em passo decidido
por este espaço/mar de "leve enlevo"

Lídia

Lídia Borges disse...


Sigo, em passo decidido
por este espaço/mar de "leve enlevo"

Lídia

dade amorim disse...

Lindo, como ela merece.
Beijo.

Daniela Delias disse...

Especialmente lindo!

Beijo, saudade de estar mais aqui e com os amigos :)

Cândida Braga disse...

leve enlevo, sem dúvida!
Beijos a ambos!