terça-feira, novembro 06, 2012

quase vertigem, quase amplidão


o que quero é invenção
eu, você, língua, boca
algazarra, muitas mãos
e este mel que escorre
deleitoso em todos vãos

9 comentários:

Catia Bosso disse...

Vãos de eiras com beiras.


bjsMeus
Catita

Tania regina Contreiras disse...

Uau, vertiginoso!
Beijos,

Ira Buscacio disse...

Farra de delícias por todos os lados
bj grande

dade amorim disse...

Vertigem e delícias.
Beijo, Assis.

Everson Russo disse...

Desejo aliado ao prazer...abraços de boa tarde...

Lau Milesi disse...

Lindinho, poeta Assis! " Deleitoso", tá sendo ver o sucesso que o seu livro, " O Dia Em que Fidel foi Excomungado", vem fazendo na imprensa . Vi no face. Parabéns!
Um abraço.

Luiza Maciel Nogueira disse...

bom demais Assis, como um belo beijo cheio de desejo

bjs



LauraAlberto disse...

um abismo onde se cai

com vontade de cair

beijinho

Lily disse...

Será que só nós queremos tanto? Há mais alguém querendo também?

Gostei muito!

Suzana Guimarães - Lily