terça-feira, novembro 13, 2012

quando o cheiro do amor invade as retinas III


apesar da pele que te visto
me deslumbra a vista nua
quando avisto nuvens tuas

5 comentários:

Joelma B. disse...

cheiro danado de bom!!

beijo!

dade amorim disse...

O melhor cheiro do mundo!
Beijo.

Luiza Maciel Nogueira disse...

este poema em série é tão lindo, fabuloso

beijos

teca disse...

Uffff... que delícia de sentir...

Beijo e flor.

Lara Amaral disse...

Que bonito... versos de fazer sorrir.