sábado, outubro 13, 2012

quase Gioconda, quase Marylin Monroe


hoje vi o sol como nunca tivesse visto antes
era como se todo brilho se fosse de repente
naquele sorriso de mona lisa incandescente


10 comentários:

Daniela Delias disse...

Que imagem lida essa do sorriso de mona lisa incandescente! Lindo poema!

Cheiro

Fred Caju disse...

Como sempre, um título pertinente.

Everson Russo disse...

E assim se acende os sentimentos a brilhar o olhar...abraços...

Lídia Borges disse...


Sorriso de sol, aquece.

Um beijo

Dulce Morais disse...

Incandescência do sorriso se torna beleza da poesia. Muito belo!

Lau Milesi disse...

Que poema mais lindo, poeta Assis! Esses dias de Sol assim não são pra qualquerum.com .
Só para os iluminados...

Um beijo pra você e bom sábado.

Tania regina Contreiras disse...

Uma belezura! :-)
Beijos,

Joelma B. disse...

ilumina a gente!

beijo!

dade amorim disse...

Paralelo perfeito, cheio de luz.

Bj bj

Cris de Souza disse...

mona alisa o verbo!