terça-feira, outubro 16, 2012

antipoema para uso tópico II


O poema vive de alforria
Palavra solta, asa vadia
Cataclismo do verbo
Metáfora que rumina
Decerto não cabe na lira
Deste poeta que cisma

4 comentários:

Lídia Borges disse...


"Palavra solta, asa vadia"

Música, diria!


Um beijo

Everson Russo disse...

Metáfora dos poemas em sentimentos...abraços de boa noite...

Adri Aleixo disse...

Amei, Assis!

Adorei essa asa vadia...
Beijo para você.

dade amorim disse...

Palavra solta, asa vadia são pura verdade.

Bj bj