quarta-feira, setembro 12, 2012

balada para nuvens em suspensão


não há nada mais leve
que o voo do pássaro:
a não ser é claro o canto

13 comentários:

Helen De Rose disse...

E ouvir o canto dos pássaros logo ao acordar, é um voo em silêncio, sem palavras.
Bom dia!
Helen.

Caroline Godtbil disse...

Voar é ímpeto, como disse um poeta,
mas o canto é escolha...
Bj.

Everson Russo disse...

O canto toca a alma...abraços de bom dia.

Catia Bosso disse...

O canto que acalanta e amansa.

bjs meus

Catita

Bípede Falante disse...

por isso gosto de nuvens...
são cantos, pássaros, pessoas, poesias, alucinações :)

beijoss

Tania regina Contreiras disse...

Verdade. E cantar dá asas? :-)
Beijos,

Lídia Borges disse...

Leveza


Leve é o pássaro:
e a sua sombra voante,
mais leve.

E a cascata aérea
de sua garaganta,
mais leve.

E o que se lembra, ouvindo-se
deslizar seu canto,
mais leve.

E o desejo rápido
desse mais antigo instante,
mais leve.
E a fuga invisível
do amargo passante,
mais leve.


Cecília Meireles

Lembrei-me...

Beijo

Daniela Delias disse...

O título faz pensar na Lelena e suas nuvenzinhas...muito lindo e delicado!

Bjinhos

Cris de Souza disse...

declara-se o canto as nuvens.

beijo, mestre!

Luiza Maciel Nogueira disse...

o canto que encanta, o vôo que liberta as cordas para cantar

beijos

teca disse...

Gracioso...

Beijo carinhoso.

ediney santana disse...

a leveza do pássaro quem não quer nela se encontrar?

LauraAlberto disse...

saber voar ou aprender

beijo