sexta-feira, maio 06, 2011



2 comentários:

Graça Matos disse...

Olá Assis,

Interessante texto, surpreendente,
coisas de poeta...,nem o avesso escapou aos seus devaneios ...Parabéns!
Graça Matos
www.inquietalitera.blogspot.com

MIRZE disse...

Eita árvore bonita!

Beijo

Mirze