segunda-feira, junho 08, 2009

didática para amantes

gosto de simbologias,
espelhos e trapézio,
não o ofício, o osso

3 comentários:

Graça Matos disse...

Assis, a liberdade do poeta é a expressão da alma que fala, que as vezes se cala, mas que tem muito a
dizer.
Parabéns!
Graça Matos
www.inquietalitera.blogspot.com

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e

Anônimo disse...

Li um livro em que um "mouse da terra do Supla" passou a perseguir os passos da Lua, e mesmo bloqueado.Como explicar esse evento tão estranho? Leia o blog dos enigmas esclarecidos por um grupo da justiça. Os que não curtem covardia.
Bom dia, poeta.